AMAZÔNIA - Dicas e Check List para suas pescarias Voltar

Tucunaré Rio Negro Amazônia Pesca Sem Fronteiras

O QUE LEVAR NA PESCARIA

Roupas leves ( 7 camisetas, 4 bermudas)
Protetor solar F.30 ou maior. (2)
Lanterna pequena com pilhas de reserva
Câmera fotográfica com respectivas baterias, cartões de memória e carregador
Óculos escuros polarizados
Chapéu ou boné (tipo legionário)
Capa de chuva.
Tênis regata
2 guardanapos de pano (toalhas tipo saco de farinha)

USO PESSOAL

Carteira de Identidade
Licença de Pesca Embarcada (porte obrigatório)
Cigarros (fumante)
Sabonete, desodorante, creme dental e escova
Chinelo (Havaianas)
Remédios (analgésico, colírio, band-aid, anti-histamínico e outros de seu uso)

PARA VIAGEM

Usar agasalho com bermuda por baixo. Vamos sair de SP com baixa temperatura e chegar em Manaus em alta.( Idem retorno) Em Manaus normalmente só se usa roupas leves.

Na bagagem de mão levamos os óculos, carretilhas, máquina fotográfica, é proibido transportar nesta bagagem facas, alicates, iscas ou outros materiais contundentes.

Normalmente levamos 1 bolsa de lona para as roupas, 1 para as tralhas de pesca e 1 para bagagem de mão. Evitamos as caixas plásticas de pesca tradicionais pois podem quebrar ou abrir durante a viagem.

Colocamos as iscas artificiais em caixas próprias junto com as tralhas.
Aconselhamos que antes da aquisição do material de pesca, informe-se com companheiros que já tenham participado de nossos grupos.

DICAS PARA O SUCESSO DE SUA PESCARIA

Câmera Fotográfica: Sempre verifique antes da saída para o rio se sua câmera está com as baterias carregadas e tem espaço para armazenar mais fotos. Uma boa dica é mantê-las sempre fora das cabines ou o ar-condicionado as deixará numa temperatura muito abaixo do ambiente o que provocará condensação nas lentes comprometendo suas fotos.

Iscas artificiais: Trabalho em equipe - pescando em duplas o ideal é sempre utilizar iscas de trabalho e cores diferentes até se determinar qual isca é mais adequada para o peixe / dia / época do ano. Outra dica: quando encontrar um cardume - não se afobe! Observe a movimentação e estude seu próximo arremesso.

Arremesso de Artificiais: O guia sempre posiciona a voadeira paralela às estruturas exploradas. Isto para que todos os seus arremessos sejam feitos perpendicularmente ao barco (90º) por questões de segurança. Mesmo assim, para evitar acidentes, a cada arremesso, sempre verifique se não há ninguém atrás de você. O guia e seu parceiro de pesca agradecem.

Se necessitar utilizar carregadores de baterias ou de celular, nas cabines há tomadas 110V.

Na região de pesca não funciona o celular. Tem algum sinal da Vivo próximo às cidades

Na região da pescaria normalmente não há mosquitos (águas ácidas), porém pode-se acrescentar repelente (Off, Exposis, Autan) à sua tralha.

Antes de consumir extras no hotel, informe-se sobre seus preços.

Todos os excessos de gastos ou consumo em preferências, serão de responsabilidade pessoal , pois a idéia é de rateio entre todos, das despesas comuns.

Manuseio dos peixes: Utilizamos alicates de contenção para imobilizar os peixes pescados e um alicate de bico para remover as garatéias. É o guia quem realiza este trabalho e passa o peixe imobilizado e sem isca para o pescador fotografar e soltar. Não mantenha os peixes fora d’água por mias de 35 a 40 segundos ou comprometerá a sua sobrevivência. Pesque e solte é a regra nos barcos.

Horários dos períodos de pesca: Normalmente se pesca de manhã até 10 ou 11hs – dependendo do sol, e à tarde até 17hs. Esses horários variam também com a distância percorrida até os pontos de pesca. Qualquer mudança nestes horários deve ser previamente combinada e autorizada pelo comandante do barco mãe por questões de segurança.

Guias especializados na região: Sempre contratamos guias que moraram a vida toda nas regiões exploradas. Portanto eles conhecem os pontos de pesca melhor que qualquer turista que tenha estado lá mesmo que por várias vezes. Confie na experiência e nas dicas dos guias e confira a produtividade ao final do pacote.

Os guias não pescam: Quem pagou pela viagem e pelo pacote foi você. Nada mais justo que você pesque seus troféus enquanto o guia se esforçará ao máximo para conduzir corretamente a voadeira e lhe passar todas as dicas que puder para que você realize a pescaria de seus sonhos.

Bebidas alcoólicas: Com o calor de quase 40ºC da região é difícil resistir a uma cervejinha gelada. Mas, em excesso, ela pode retardar seus reflexos e sua percepção, diminuindo a chance de você capturar seu troféu e aumentando a tensão a bordo com relação à segurança dos passageiros. Os guias abastecem as voadeiras antes de sair com cervejas. Mas procure na geladeira – você também encontrará águas, refrigerantes, tônicas e, pasmem, até sucos e frutas.

Recomenda-se, antes de sair para o pesqueiro ou exposição prolongada ao Sol, untar-se com protetor ou bloqueador Solar.

Em caso de acidentes, procure rapidamente a Nave Mãe, ou outro pescador mais experiente por perto.

Todos os problemas que eventualmente surgirem deverão ser repassados ao líder do grupo para que sejam sanados.

Procure levar todos os assuntos com bom humor e tendo em mente o espírito de equipe.

REGRAS GERAIS

Vacinar-se contra febre amarela pelo menos 30 dias antes da viagem, obrigatório caso não tenha sido vacinado nos últimos 9 anos. Contra tétano e hepatite são opcionais.

É obrigatório a apresentação da Licença de Pesca Embarcada no porto de Manaus.

Cumprir rigorosamente os horários determinados de embarques e também os horários combinados para retorno das incursões aos pesqueiros.

Colete salva-vidas: Tem este nome porque numa emergência ele pode ser o diferencial entre você voltar para casa como passageiro ou como carga. Ou não voltar. Portanto, sempre que estiver navegando com a voadeira ele deve ser utilizado. É a norma da capitania dos portos.

Devem ser evitado mergulhos no rio (piranhas, piraíbas, etc) e se for entrar na água, sempre usar tênis (arraias).

Cuidado com excesso de bagagem. São de responsabilidade do pescador os custos correspondentes.

Durante as incursões aos pesqueiros, com o barco em movimento, é obrigatório o uso de salva- vidas.

Lembre-se: durante a pescaria, você não está sozinho no barco. Tome muito cuidado com seu parceiro quando for arremessar sua isca. No caso de ocorrer o enrosco evite puxar a isca, ela poderá se soltar e vir em sua direção.

Os guias não bebem: Pelo menos durante seu expediente de trabalho. Não ofereça bebidas alcoólicas aos guias. Mesmo porque eles estão proibidos de aceitar – é demissão por justa causa imediata e ele ainda terá que andar na prancha.

OBS: Importante: O limite de peso p/ bagagem na ida/volta é de 20 Kg por pescador.

OBS²: Material pesado para peixes de couro deverá ser levado somente por pescadores que realmente forem realizar este tipo de pescaria.

CAIXINHA: Se durante sua viagem e estadia conosco você receber serviço primoroso e atencioso, digno de gratificação extra, sugerimos que ao final da viagem, o grupo como um todo junte as gratificações e entregue ao comandante que dividirá em partes iguais a caixinha entre TODOS os tripulantes do barco. Sugerimos ainda um valor em torno de 5% do valor do pacote por se tratar de uma gratificação à TODA a tripulação (são quase 20 pessoas entre piloteiros, camareiros, pessoal de cozinha, bar, comando, manutenção, etc.) pelo período de 7 dias de serviço. Se desejar gratificar individualmente apenas seu guia de pesca, este será automaticamente excluído do rateio final.

BOA PESCARIA!


Copyright © 2005 João Carlos "Pescador de Jaú" Todos os direitos reservados Gestão Ativa - Soluções Web