Carta aberta Voltar

Aos governantes e empresários envolvidos no segmento da Pesca "dita" Esportiva.



Há muitos anos estou envolvido com a Pesca Esportiva, e em momento algum foi como empresário ou figura envolvida nos destinos desse seguimento, a não ser como cidadão, fazendo minha parte na preservação do meio ambiente, durante minhas pescarias por esse imenso e rico Brasil.
Lembram-se da frase: "Confesso que viví." ? Pois é, Confesso que viví.... Viví aquele momento em que o principal era a quantidade de peixes abatidos...Viví a ilusão de ser considerado "bom pescador", em função do morticínio por mim provocado...Viví a ilusão de que a natureza era indestrutível..."Viví um Pesadelo".
Agora porém, vivo um sonho. Um sonho simples, que em nada me beneficia financeiramente, mas que por outro lado pode muito bem movimentar milhões de Reais, que circularia entre as cidades envolvidas, empresários e até, pasmem...os ribeirinhos. Pois é, estou falando da Pescaria "verdadeiramente" Esportiva, onde o peixe pescado seria medido, não em quilo abatidos, mas em quantidade de vezes que seria pescado e devolvido à água. Em quantas emoções a pescadores diferentes este mesmo peixe proporcionaria, e principalmente, em quantos $$$ ele movimentaria.
Um peixe abatido, depois de comercializado ou levado para casa de um pescador "dito" esportivo, alimentaria um numero limitado de pessoas, por não mais que uma refeição, enquanto que este mesmo peixe, fotografado e devolvido para a água, estaria pronto para outros embates com novos oponentes que trazem divisas para a beira do rio.
Então, senhores... Vamos repensar este nosso país, ...Vamos repensar principalmente este nosso Pantanal, antes que seja tarde demais.


Edson Teixeira Chagas

05.02.2013

Copyright © 2005 João Carlos "Pescador de Jaú" Todos os direitos reservados Gestão Ativa - Soluções Web